Categorias
HQ Itaú Cultural

Ocupação Laerte: mais de dois mil quadrinhos no Itaú Cultural

A cultura e arte no Brasil precisam de mais “Laertes Coutinhos”. E os quadrinhos nacionais certamente precisam demais de artistas como Laerte.

Manual do Minotauro (Laerte)

Porque sua obra parte das tiras, da charge, do cartum, das histórias em quadrinhos mais longas, da ilustração (designações que eu prefiro substituir por uma única: quadrinhos). Mas a qualidadede seu trabalho e sua atuação engajada hoje vão muito além dos limites por onde transitou (no movimento sindical, nos diversos veículos de imprensa tradicional, publicações quadrinísticas e de humor e com roteiros para TV).

Crítica e humor são características fundamentais em sua obra, mas talvez não sejam as principais em seu trabalho. A mais recorrente, me arrisco a dizer, é a de nos fazer pensar sobre a condição humana e a dos tempos atuais. Tanto que, além de referência artística (tendo obras adaptadas inclusive para outras mídias), tornou-se marcante em outras discussões, como questões de gênero.

A Insustentável Leveza do Ser - pág 1 (Laerte Coutinho)
Trecho de A Insustentável Leveza do Ser, de Laerte

A história que melhor simboliza sua arte ainda é, para mim, A Insustentável Leveza do Ser, seis páginas publicadas originalmente na revista Circo, em 1987 (incluída na lista de 10 Quadrinhos que Mudaram a Minha Vida). Esta é apenas uma das histórias presentes na Ocupação Laerte, exposição que abre no sábado, 20/09, às 12h e segue até 2 de novembro na sede do Itaú Cultural (av. Paulista, 149), em São Paulo. Com entrada franca!

Coube ao seu filho Rafael Coutinho, artista plástico, roteirista e também quadrinista, a curadoria da exposição. Não foi fácil selecionar apenas uma parte da obra da artista, construída ao longo dos anos desde a década de 70. A cenografia é de Fred Teixeira, que se desdobrou para fazer caber toda a seleção nos 120m2 estabelecidos.

Atuo na produção executiva do evento, com muito orgulho, pelo núcleo Audiovisual e Literatura do instituto.Me declaro, portanto, suspeito, pra falar do assunto :). Com grande expectativa para a abertura, depois de mais de um ano de trabalho. Minha segunda exposição relacionada a HQs (a primeira foi a Ocupação Angeli, vencedora do Prêmio HQ Mix de Melhor Exposição de 2012 ).

Tiras, muitas tiras. HQs longas. Cartuns. Desenhos, ilustrações. Imagens ampliadas, em paredes inteiras. São milhares de obras: mais de duas mil (cerca de 300 delas originais) no espaço expositivo, que remete à figura do minotauro e do labirinto, recorrentes na obra de Laerte. O público é convidado a encontrar seus próprios caminhos pelos trabalhos expostos.

Piratas do Tietê (Laerte)

Personagens são muitos, como Piratas do Tietê, Muriel (a versão travestida de Hugo), Overman, Deus, Fagundes, a turma do Condomínio e Los 3 Amigos (esta, uma série produzida em parceria com os amigos Angeli, Glauco e Adão), entre tantos outros, que poderá achar alguns que não conhece.

Sem falar nos milhares de trabalhos sem personagens fixos… A exposição pode surpreender quem não conhece a versatilidade da artista, tanto na pluraridade de temas, como de técnicas e estilos de desenho. O próprio Rafael Coutinho percebeu, ao longo do trabalho de curadoria, que não conhecia pelo menos em torno de um quarto da obra do pai.

Ah, vale dizer ainda que site do Ocupação ganhou um espaço permanente dedicado à obra de Laerte. Trazendo, inclusive, obras que não estão presentes na exposição e vídeos exclusivos produzidos para a ação. Vai trazer também uma revista sobre a vida e obra da artista, incluindo um ensaio fotográfico exclusivo.

Abaixo, o teaser com uma prévia do evento…

Outras informações no site do Itaú Cultural.

OCUPAÇÃO LAERTE
De 20/09 (a partir das 12h) até 02/11
Local: Itaú Cultural – av. Paulista 149 – São Paulo (SP) – próximo à estação Brigadeiro do metrô
Horários: terça a sexta – das 9h às 20h; sábados, domingos e feriado – das 11h às 20h
Classificação indicativa: 14 anos
Grátis

PS: Todas as artes que ilustram o post são da homenageada Laerte Coutinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *