Categorias
eventos vídeos

André Diniz em: Quartas ao Cubo – palestras em quadrinho

 

O quadrinista, roteirista e ilustrador André Diniz, em palestra sob o tema Quadrinhos Pensados para o Meio Digital – com mediação do jornalista e produtor cultural Ricardo Tayra.

O autor fala sobre o mercado do início dos anos 2000, a criação da editora Nona Arte e como a internet e o avanço das tecnologias mudaram o panorama nacional do setor. Explica e demonstra os elementos que utiliza em seu trabalho e trata de suas influências e das vantagens e desvantagens da ausência de limites na produção para o meio digital.

Esta é uma das quatro palestras em quadrinho do Quartas ao Cubo, evento do Itaú Cultural no qual artistas convidados desenharam enquanto comentavam seu processo de criação e o futuro dos HQs. Uma ação na qual atuei na curadoria, produção e mediação, tratada no blog, neste post anterior.

Você pode assistir a palestra na íntegra (recomendo!) ou saltar direto para estes temas:

– Soluções digitais que desenvolveu para desenhar: https://youtu.be/KGC9YNwXNP8?t=21m41s.

– A nova fase do Muzinga.net: https://youtu.be/KGC9YNwXNP8?t=43m16s.

– Recursos digitais que pioram a narrativa: https://youtu.be/KGC9YNwXNP8?t=47m00s.

André Diniz, clicado por Chris Rufatto
André Diniz, clicado por Chris Rufatto

 

Assista outras palestras de Quartas ao Cubo:

Lourenço Mutarelli

Luís Felipe Garrocho

Categorias
HQ HQ nacional

Ryot lança Manual da Auto Destruição II: vendas da HQ digital determinarão o futuro da versão impressa

Manual da Auto Destruição II - RyotO xará Ricardo Tokumoto, vulgo Ryot, já conquistou uma base de fãs bacana na internet, com seu trabalho divulgado especialmente no ryotiras.com .

No Facebook, são mais de 24 mil fãs. Quando lançou projeto de financiamento coletivo no Catarse, levantou mais que o dobro da meta pretendida, um total de R$ 33.059,00 , viabilizando a publicação de um livro impresso com suas tiras.

Agora, o quadrinista acaba de lançar o número dois do seu Manual da Auto Destruição. Em princípio, em versão digital, pdf vendido baratinho via Hotmart, plataforma de comercialização de infoprodutos. Mas, como tem interesse numa versão impressa, condicionou a produção dela ao desempenho das vendas desta versão digital.

Categorias
E-books

Quadrinistas, que tal vender e-books com suas HQs?

Criadores de quadrinhos já estão familiarizados com as possibilidades de utilização da internet para exposição e divulgação de seus trabalhos. Andam espertinhos também para as possibilidades do crowdfunding pra financiar suas produções. Alguns têm conseguido transformar a visibilidade em renda por meio de anúncios (diretos, ou via programas de afiliados), ou comercialização de revistas, livros e outros produtos com seus personagens (camisetas, canecas, etc).